Considerada como a 10ª melhor empresa para trabalhar no Paraná, segundo pesquisa do Grate Place to Work.

A Ecocataratas, empresa do Grupo EcoRodovias, administra a BR-277 no Paraná entre os municípios de Guarapuava e Foz do Iguaçu.

Fale Conosco
Caso a sua dúvida não esteja respondida nas Perguntas Frequentes, entre em contato conosco através do formulário
Acessar formulário

Dúvidas

A sua dúvida pode estar aqui. Leia a nossa página de dúvidas mais freqüentes e,
caso não encontre o que precisa,
entre em contato conosco.

  • 1. Como posso adquirir o dispositivo do Via Fácil?
  • Resposta:

    Você pode obter informações através do site www.viafacil.com.br ou pelo telefone 0800 015 02 52.

  • 2. A quem é concedida a isenção da tarifa de pedágio?
  • Resposta:

    Conforme dispõe o contrato de concessão, a isenção do pagamento de pedágio autoriza o trânsito livre para veículos nos seguintes casos:
    - Veículos de propriedade da concessionária;
    - Veículos de propriedade da Polícia Militar e Rodoviária Federal e Estadual;
    - Veículos destinados ao atendimento público de emergência: Corpo de Bombeiros e ambulâncias, quando em serviço;
    - Veículos oficiais, desde que credenciados, em conjunto, pelo Governo do Paraná e pela Concessionária.

  • 3. Eu paguei o pedágio e o arrecadador não devolveu o troco corretamente. O que devo fazer?
  • Resposta:

    Se ainda estiver na praça de pedágio, você deve estacionar no acostamento à direita, ligar o pisca alerta e aguardar um funcionário. Explique o problema. Se não estiver na praça de pedágio, você deve entrar em contato pelo telefone 0800 450 277. Em ambos os casos, o bilhete de pagamento do pedágio deve estar em mãos. A partir da abertura da solicitação, será realizada uma auditoria, e, sendo comprovado erro, será providenciado o ressarcimento.

  • 4. Tenho dúvidas de como chegar ao meu destino. O que fazer?
  • Resposta:

    Você pode parar em um dos SAU´s ao longo do trecho administrado pela Ecocataratas ou solicitar informações através do 0800 450 277.

  • 5. Como são calculadas as tarifas de pedágio?
  • Resposta:

    O valor das tarifas de pedágio está previsto no contrato de concessão. Estas tarifas são reajustadas anualmente, sempre no primeiro dia de dezembro, sendo o seu percentual de reajuste definido por índices setoriais fornecidos pela Fundação Getulio Vargas. Cada praça de pedágio cobre um número definido de quilômetros, razão também, porque há diferença entre as tarifas de cada trecho. Além disso, as tarifas de pedágio são diferenciadas por categoria de veículos, em decorrência dos desgastes físicos diferenciados que os mesmos acarretam à rodovia.

  • 6. Qual é o prazo de concessão da Ecocataratas?
  • Resposta:

    O Contrato de Concessão da Ecocataratas é de 24 anos. O contrato foi assinado em 14 de novembro de 1997 com o governo do Estado por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

  • 7. Quem é responsável pela fiscalização de trânsito e deve, portanto, coibir o tráfego pelo acostamento, excesso de velocidade, entre outros?
  • Resposta:

    A Polícia Rodoviária é a responsável por fiscalizar o trânsito nas estradas e possui sua rotina de trabalho independente da concessionária. Portanto, problemas como: assaltos, excesso de velocidade, direção perigosa, devem ser reportados à Base da Polícia Rodoviária mais próxima ao local do fato.

  • 8. Quais os limites de velocidade nos trechos administrados pela Ecocataratas?
  • Resposta:

    A velocidade máxima permitida de tráfego na rodovia varia de acordo com as características físicas do trecho. Em função da variação do limite máximo de velocidade permitido nas rodovias é fundamental que o motorista fique atento às placas de sinalização. As velocidades indicadas são limites para condições de tempo bom e com boa visibilidade.

  • 9. Quando precisar de ajuda na rodovia, o que o usuário deve fazer?
  • Resposta:

    Caso disponha de um celular, ou esteja próximo a um telefone convencional ao longo da rodovia, o usuário deve ligar gratuitamente para 0800 450 277. A Ecocataratas também possui viaturas de inspeção de tráfego que circulam 24 horas por dia pelas rodovias, verificando as condições das pistas e auxiliando os motoristas em situações de emergência.

  • 10. Eu perdi um objeto na rodovia. O que devo fazer?
  • Resposta:

    O objeto esquecido nas dependências das unidades da Ecocataratas será recolhido e guardado por seis meses. Se você perdeu algum objeto na rodovia ligue (45) 3218-2900 em horário comercial e verifique se o material se encontra junto a Ecocataratas.

  • 11. Qual o critério que Ecocataratas utiliza para a implantação de passarelas?
  • Resposta:

    O contrato de concessão foi o que definiu a quantidade e locais de implantação das passarelas. A instalação desse dispositivo atende a uma norma específica do DER, que estabelece o volume mínimo de travessia de pedestre pela rodovia. A Ecocataratas implantou 8 passarelas entre os anos de 2000 e 2003, sendo 1 em Guarapuava, 1 em Cantagalo, 1 em Laranjeiras do Sul, 3 em Cascavel, 1 em Santa Tereza do Oeste e outra em Santa Terezinha de Itaipu. Além disso, foram implantadas 2 passagens subterrâneas em São Miguel do Iguaçu.

  • 12. Como devo proceder para construir defronte a rodovia (obras, acessos)?
  • Resposta:

    As informações poderão ser obtidas através do telefone (45) 3218-2900, em horário comercial.

  • 13. Por que o guincho não pode me remover até a minha casa?
  • Resposta:

    O contrato de concessão prevê que a concessionária disponibilize guinchos ou veículos para atendimentos de emergência que retirem o usuário da rodovia e desloque até um ponto de apoio próximo, onde possa buscar a solução para o problema do veículo. Não é possível uma remoção até a casa ou oficina de confiança de cada usuário porque o serviço prestado pela Ecocataratas tem como objetivo retirar o usuário da área de risco.

  • 14. Como faço para obter imagens ou dados de acidentes na rodovia?
  • Resposta:

    Em razão da política da empresa e por sigilo dos dados e imagens de pessoas envolvidas em incidentes, não são fornecidas imagens registradas por câmeras ou dados de acidentes ocorridos, salvos os casos em que exista uma ordem judicial e/ou requisição de órgão público competente.

  • 15. Por que não acontece a duplicação entre Guarapuava e Medianeira? Existe a possibilidade?
  • Resposta:

    Fatores legais e contratuais impedem a realização de trabalhos de ampliação da capacidade, como a duplicação da rodovia. Um Contrato Preliminar, assinado em 29 julho de 2004, excluiu estas obras das obrigações da Concessionária.
    Mesmo assim, a Ecocataratas entende o anseio da comunidade e a necessidade da obra e vem discutindo junto ao Governo do Estado do Paraná alternativas que possam levar a um entendimento sobre esta demanda. Para isso, em janeiro de 2010, a concessionária iniciou a elaboração dos projetos de duplicação entre Cascavel e Medianeira, que permitirão que a obra inicie imediatamente, caso haja um entendimento com o Governo do Estado.

  • 16. A Ecocataratas deve fornecer Nota Fiscal?
  • Resposta:

    • A Instrução Normativa 1.731/17 da Receita Federal, de 24 de agosto de 2017, estabeleceu que a emissão de documento fiscal será obrigatória SOMENTE a partir de 1º de janeiro de 2018;

    • Até lá o RECIBO DE PAGAMENTO É O DOCUMENTO VIGENTE, conforme já vinha sendo emitido pelas concessionárias de rodovias;

     •  O não pagamento da tarifa configurará evasão de pedágio. Uma infração grave prevista no artigo 209 do Código de Trânsito Brasileiro, que pune o infrator com 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa de R$ 195,23.

    Clique aqui e acesse a Instrução Normativa 1.731/17 do Diário Oficial da União que, a partir de 1 de janeiro de 2018, concessionárias terão que emitir documento fiscal em máquinas homologadas por prefeituras para todos os veículos em cada cabine de pedágio.

Para Emergências 0800 197 878
Siga @ecocataratas no Twitter